Páginas

sábado, 24 de abril de 2010

O Louco Momento de Amar

almas gemeas

Gestos lentos de sabedoria e encanto
Perpetuam em minha alma
Amiga da simplicidade
Compreensiva na dor
Solitária no diálogo mudo…
Movimentos calmos e suaves
Combinam com a ansiedade
Do meu corpo jovem
Sonhador com a descoberta
Teimoso nas resoluções
Espontâneo e temeroso…
Pensamentos contraditórios e sinceros
Caminham em meu cérebro
Amante do desconhecido
Místico no desvendar
Lúcido no reagir, coexistir…
ROSAS_GEMEAS

E na junção entre
Alma
Corpo
Cérebro
Se desvenda um coração
Sempre pronto a sorrir ou chorar
Se abalar e se acalmar
Falar e calar
Ganhar e perder
Mas nunca calando
O louco momento de amar…

Valéria Braz

8 comentários:

LISON disse...

QUE POST FANTÁSTICO!
AMIGA VALÉRIA,
A sua Poesia é um tributo as eternos enamorados... Parabenizo-a pela inspiração em construir tão belo poema de amor!
Contagiou. Mexeu. Valeu.
Parabéns por mais um post magistral!
Abraços fraternos,
LISON.

Geraldo disse...

O teu jogo de palavras entre sentimentos, falas, arranjos e emoções é muito legal, belo poema

Abraço

Jack Dieguito disse...

Valéria, fico me perguntando, porque você sabe exatamente a coisa certa a dizer ? Perguntei-me o porquê de você sempre saber o que dizer pra me pôr pra cima.E a resposta para essa dúvida veio mais rápida que eu imaginava: “não é o que se diz, mas quem diz”. Você é tipo aquele mensageiro que não entrega contas para pagar, só prêmios e cartas de amor – é, acho que é isso. ahahhaha.
Dizem que "“O mel é tão doce quanto a abelha que o produz”. E no final de contas? Se a gente gosta da abelha, a gente nunca cansa do mel.

O seu poema é isso, um mel pra adoçar qualquer coraçao azedinho por aí.
ahahaha
bjs bjs

Principe Encantado disse...

Amiga que maravilha, apaixonante.
Abraços forte

Vera disse...

Olá Valéria!
- Sexo não é o mais importante ...sempre!( mas é importante)
- Sexo, sem amor, não vale! (será? depende do que se quer... e quando quem o faz, busca exatamente aquilo tudo que sentiu quando o fazia com amor?!)
- Sexo não é a base para o amor... (será? e quando 2 pessoas conseguem se "encontrar" e se entregar, verdadeiramente, neste ato, não será talvez um bom começo ou re-começo?)
O momento de amar, pode ser lento e doce,louco e apaixonante, um sonho/desejo de quem não pode realizá-lo ou apenas uma rapidinha e alegre maneira de se dizer : "senti saudades, estou aqui!"
Mas será sempre mágico e nos deixará doces sinais na pele e no olhar... e andaremos nas nuvens no dia seguinte, se... o momento de amar também nos quiser dizer em claro e indiscutível tom: " EU TE AMO, MULHER!"
VOCÊ CONCORDA??
Lindo teu porma!
Beijo,Vera.

deste-mundo-e-de-outros disse...

Valéria,

É assim, contraditória e complexa, a alma de quem ama. A alma dos seres sensíveis e inteligentes.

Lindo poema minha querida.

Beijinhos
Luísa

Carolbio disse...

Amiga minha, Táo lindo ver seu coração aqui exposto nessa linda poesia..
vc é maravilhosa..
bjo

Joselito disse...

Grande Valéria, não sei exatamente se é no "louco momento", mas, a nos momentos que antecedem e se convergem com certeza existe um encontro do fisico, mental e espiritual ... com certeza.