Páginas

segunda-feira, 12 de abril de 2010

A Cidade


Numa região de excelente clima, solo fértil e pouco montanhosa, foi construída uma cidade. E a fama de que aquela cidade era muito boa e promissora, virou sonho de muita gente.
Dois homens, quase que simultaneamente, morando em lugares diferentes, resolveram se mudar para aquela cidade. Praticamente, chegaram a mesma hora.  Dirigiram-se para o centro de triagem, uma espécie de portão de entrada da cidade, onde uma pessoa recepcionava os que chegavam e preenchia um pequeno questionário.
Além dos dados pessoais, referências, a entrevista tinha algumas perguntas específicas: "- Como era a cidade que o senhor morava?" Perguntou a moça da recepção, a um dos homens. " Era terrível. Muita violência, marginalidade, trãnsito louco e perigoso, as pessoas não se respeitavam, um alto índice de egoísmo, os relacionamentos eram superficiais, não se podia andar livrimente pelas ruas ou conversar nas calçadas. Por isso, eu vim para cá e gostaria de saber como é aqui."
A jovem respondeu: " Aqui também é assim... não tem muita diferença dessa sua cidade!" Ele, mesmo assim, ficou ali pensando para decidir se entraria ou não.
Em seguida, a mesma pergunta foi feita ao outro homem: "- Como era a cidade que o senhor morava?" Ele respondeu: " Ah! Lá era maravilhoso. Tão boa que eu já estava saturado de tanta tranquilidade - as crianças podiam brincar livremente nas calçadas, praticamente não se ouvia buzina de carros, casas sem muros, sem sistemas de segurança, as pessoas se relacionavam e se cumprimentavam alegremente, enfim, era uma cidade pacata e acolhedora. Por isso, eu vim pra cá, pensando em ter algo mais agitado e gostaria de saber como é aqui."
A jovem respondeu: "-Aqui também é assim... não tem muita diferença da sua cidade!" Imediatamente, o primeiro, que ouvira o diálogo, questionou a moça: " - Que história é esta?! Pra mim, você disse que a cidade é péssima. Pra ele, você afirma que tudo aqui é maravilhoso. Enfim, pra quem você disse a verdade?"
Respondeu a recepcionista: "- Eu falei a verdade para ambos. Os ambientes, em si, eles são, muitas vezes, iguais, frios, imóveis. Quem faz a leveza e a riqueza dessas ambientes, a tranquilidade e o bem estar são as pessoas. Portanto, dependerá de cada um de vocês esta cidade ser péssima ou excelente.

Fonte: Histórias e Fábulas

9 comentários:

jotapeh9907 disse...

E assim mesmo!
As pessoas é que fazem com que o lugar ou o ambiente em que vivem seja bo m ou ruim. Depende de sua atitude e da sua maneira de ver o mundo e contribuir
parabéns

João Poeta disse...

"A mente é o espelho da alma em toda parte" (Emanuel).
Vemos as pessoas e as coisas confore o nosso estado íntimo. É o reflexo da nossa mente...
Namstê!
João

MARIA COSTA disse...

Oii minha amiga Val

Adorei o texto, serve de reflexao.Pois a gente ver o que a gente quer, em um mesmo contexto varias pessoas podem ver situações distintas, tem gente que quando acontece uma tragedia, sempre depois ver algo bom, ja outras só conseguem ver a tragedia.é isso que acontece em algumas cidades, podem ser maravilhosas para alguns e pessimas para outros, vai depender de como a pessoa encara a vida,acho que temos sempre enxergar a vida colorida e não em preto e branco.
bjs

Josy Nunes disse...

Oi,
Valéria,
amiga adorei o texto e é isso mesmo, tudo está na nossa forma de agir e ver as coisas. Tudo que fazemos de bom ou de ruim, reflete sempre em nós mesmos.
beijão no seu coração e fica com Deus

Josy Nunes disse...

Oi,
Valéria,
amiga, adorei o post e é isso mesmo, somos reflexos da nossa maneira de pensar e agir...
Beijão no seu coração e fica com Deus

R3075S disse...

De fato,Valéria,o que faz um paraíso são os "anjos" bons,que infelizmente ainda são poucos.Mas,eu acredito que em toda parte está acontecendo mudanças para melhor.Enquanto isso,vejo pessoas reclamarem de sujeira nas ruas e em banheiros públicos sendo que são elas as primeiras a sujar;onde elas forem e estiverem,estará imundo...

LISON disse...

Que Post Fascinante!
AMIGA VALÉRIA
Mais um alinda mensagem reflexiva. O ser humano é quem constrói e olha o mundo conforme o estado de espírito, as vezes vêem com os olhos da alma, noutras assistem com profunda miopia e alguns são eternos inconformados com tudo o que lhes cercam.
Parabéns por mais um lindo post!
Abraços,
LISON.

Gabriel disse...

Valéria,
gostei muito deste post. É bem assim mesmo. O que pode tornar o lugar bom ou ruim é o modo como você convive com as outras pessoas.

arte-e-manhas-arte disse...

Valéria,

Esta é uma história tão realista que arrepia. Os ambientes dependem simplesmente das pessoas. O lugar é apenas um lugar.

Beijinhos
Luísa