Páginas

terça-feira, 9 de março de 2010

O Passarinho

Existia, próximo a uma pequena cidade, uma casinha bem simples, no alto da serra, onde morava um velho, sábio, contador de histórias, uma pessoas querida e respeitada por todos que viviam naquela região.

velho sábio

Certo dia, um grupo de garotos travessos e com energia transbordando, tiveram uma “brilhante” idéia:

- “Hoje, nós vamos desbancar aquele velho! Vamos mostrar para ele que ele é capaz de errar. A gente pega um passarinho, bem pequenininho, coloca entre as mãos, vai até ele e pergunta o que é que a gente tem na mão. Como ele é sábio, facilmente vai responder. Aí é que a gente ferra ele: vamos perguntar, depois que ele acertar que é um passáro, se o passarinho está vivo ou está morto. Se ele responder que está vivo, a gente aperta a mão e torce o pescoço do pássaro, mostrando para ele que está morto; se ele responder que está morto, a gente abre a mão e o bichinho sai voando. De todo jeito, ele vai sair perdendo.”

E assim fizeram. Pegaram o passarinho e dirigiram-se, eufóricos, até a casa do velho. Aproximaram-se, todos contentes, e foram logo perguntando, já subestimando a capacidade do homem:

Passáro na mão

- “O que é que a gente tem aqui entre as mãos?” Ele olhou…olhou…, observou bastante e respondeu: – “Um passarinho”.

- “Muito bem! Acertou. Agora, diga-nos: esse passarinho está vivo ou morto?”

Olhando bem nos olhos de cada um dos garotos, com voz serena e cheia de autoridade, respondeu: – “Depende de vocês! A vida ou a morte desse passarinho está nas suas mãos”.

Quantas vezes ficamos reclamando, acusando e dando desculpas, querendo que as coisas nos aconteçam prontas, sem que façamos nenhum esforço para obtê-las! A verdade é que, muitas vezes, grandes realizações são iniciadas pelas pequenas coisas, que estão ao nosso alcance, que dependem de nós e que estão em nossas mãos.

Fonte: História & Fábulas – Albigenor & Rose Militão

12 comentários:

Geraldo disse...

Olá Valeria,

As nossas vidas estão em nossas mãos, por mais que pareçam ser grãos de areia escorrendo entre os dedos..

A atitude é tudo, terás o sucesso ou fracasso dependendo de teu esforço e dedicação.

Bela mensagem reflexiva..

Abraço

Sou Mulher ... disse...

Olá Valéria!
É verdade sim. E penso deste modo há tanto tempo, sabendo que a felicidade está nas minhas mãos,que de vez em quando dá um cansaço tão grande..........
Será que, não dava pra gente receber pronto, às vezes? Seria bom,não é?
Ontem pensei..as pessoas não me conhecem, vão achar que sou sempre assim, triste, já devem estar cansadas de mim... e, já ia colocar só piadas no meu blog! mas não deu. Continuo sim, grata pela vida e por cada pedacinho de coisa boa, que eu encontro, mesmo que esteja escondidinha, mas tenho que reconhecer que só eu sei o quanto demorei pra entregar os pontos e "pedir aconchego" (colinho). Então, resolvi arriscar-me e assumir o que sou e continuar a mostrar que estou triste,sim, embora saiba que vai passar.
Beijo,minha amiga, sempre presente.
Vera.

arte-e-manhas-arte disse...

Olá Valéria,

A responsabilidade é algo difícil de aceitar interiormente. Por isso tendemos a atribuí-la às circunstâncias e muitas vezes aos outros. Muito mais, quando somos muito jovens e a razão nos domina.

Beijinhos
Luísa

Josy Nunes disse...

Oi,
Amiga,
uma belissíma mensagem. E, realmente, só depende de nós..
Beijão no seu coração e fica com Deus

CCMaia disse...

Adoro fábulas! Uma ótima forma de passar mensagens, chamar a atenção sem agressão, sem parecer lição de moral.

Fernandez disse...

Valeria querida!
Que história mais linda minha amiga! Amei! Estou sem palavras.
Meu dia começou de forma excelente após ler tão lindo conto.
Beijo no coração, Fernandez.

blogdacomentarista disse...

Oi Valéria!

Mas que bela mensagem você nos trouxe! Permite uma bela reflexão...

A vida em nossas mãos. Essa frase nos remete a muitas responsabilidades.

Temos o poder de escolher, de decidir se queremos construir ou destruir, mas quantas vezes nos falta sabedoria...

Então, errando e acertando nas escolhas e sempre colhendo o resultado do que plantamos vamos aprendendo a separar o joio do trigo e caminhando em direção à felicidade.

Mas talvez este seja um desafio de toda uma vida. Quanto mais aprendemos, menos erramos. E finalmente chegamos a conclusão que tudo depende de nós, da nossa força interior, da nossa vontade de superar os obstáculos do caminho.

Adorei!

Bjs

Denize

Joselito disse...

Grande Valéria, a questão que muita gente gosta de passar responsabilidades, não assumem, ou seja, poderia até fazer, mas resolve passar pra frente e deixar que o outro assuma a responsabilidade.

Eninha disse...

Olá Valéria,
Na maiorias da vezes sim , está em nossas mãos . Se pensarmos bem raramente acontece algo que foge completamente a nossa autonomia .É difícil mas ...pode acontecer .
Seu conto é lindo e inspirador.
abs
Eninha

JORNALISMO ANTENADO disse...

Primeiramente desculpa a demora pra chegar aqui amiga... Esse conto é relamente maravilhoso já o conhecia e desde que o lí pela primeira vez gostei muito. Quase tudo da vida depende de escolhas, podemos deixar a vida passar por receio de errar ou arriscar fazer escolhas certas e erradas.

Parabéns pelo post.
BEijos no coração.
Márcia Canedo

JORNALISMO ANTENADO disse...

Primeiramente desculpa a demora pra chegar aqui amiga... Esse conto é relamente maravilhoso já o conhecia e desde que o lí pela primeira vez gostei muito. Quase tudo da vida depende de escolhas, podemos deixar a vida passar por receio de errar ou arriscar fazer escolhas certas e erradas.

Parabéns pelo post.
BEijos no coração.
Márcia Canedo

Mr.Jones disse...

Pior quando existem pessoas que acham que nos tem nas mãos, e pode fazer esse tipo de pergunta a um ancião ou filósofo da vida.
ahahahah
bjs bjs