Páginas

quinta-feira, 19 de abril de 2012

Universo da Alma


No primeiro dia que olhei dentro de mim
E vi o vazio que nasce das paixões
Morrendo na incerteza de um talvez...

Descobri a beleza do amor!

No primeiro dia que olhei pra vida
E encontrei na busca a tradução dos sons
Que de dissonantes se tornam harmônicos...

Vislumbrei a certeza do aprender!

No primeiro dia que olhei para o alto
E me deparei coma luz que viaja pelo espaço
Atrás de segundos perdidos...

Revivi a força do recomeçar!

No primeiro dia que refleti no peito
Os caminhos imperfeitos de uma estrada
Escondida pelo brilho do luar...

Percebi a grandeza do caminhar!

No primeiro dia que acordei
Refletindo no corpo
O ardor pulsante da vida...

Vivi a magnitude da liberdade!

Valéria Braz



Fonte da Imagem: Google

11 comentários:

Beth Muniz disse...

Viva!
Viva a vida, o amor e a liberdade.
Viva também a inspiração dos poetas e poetisas.
Beijo querida.

Danilo Didho disse...

Que sonho este poema. Que encantador!
Parabens pelos textos.

Luísa L. disse...

Belíssimo Valéria!

A sequência, a cadência, a sensibilidade... tudo!

Beijinhos!

Sérgio Santos disse...

Que lindo poema, Valéria. Você escreve muito bem. Óbvio que já devem ter te falado isso. Beijão.

Van disse...

Oi Valéria,

que poema mais lindo, inspirador.

Estas descobertas tornam a vida macia, a compreensão que brota a partir delas dá sentido a tudo.

Beijos com carinho

disse...

Viva a vida minha amiga !
Belíssimo blog
Bjus minha amiga sorriso

Alba Simões disse...

Olá Valéria querida
Estamos sempre nos redescobrindo...
Seja interiormente ou em versos perfeitos que nos conduzem a este grande mistério da vida.
É belo como todo despertar!
Beijos com carinho.

Sérgio Santos disse...

Parabéns, Valéria! Todos nós temos que reviver a força do recomeçar às vezes. E é sempre muito difícil, mas não impossível. Belo poema.

ღα૨gѳђ ખ૯૨ท૯૮ઝܟ disse...

...fui me achando nesta cadencia terna e esperançosa...


beijo

Suelen disse...

Viver,quanta maravilha há na vida!
Lindo blog vc tem Valéria,adoreiii!
Abraço,=)

Loubah Sofia disse...

"(...) No primeiro dia que olhei pra vida
E encontrei na busca a tradução dos sons
Que de dissonantes se tornam harmônicos...

Vislumbrei a certeza do aprender!(...)"

Sem ser demasiada Poetisa Valéria...
Essa tua obra é visceral, é um escancarar de portas e janelas para um renovo de luz, de percepção e sensações.

Que mensagem impactante...
Como fez-me bem em ler-te nesse momento, é gratificante por demais amanhecer com tais palavras de encorajamento para que possamos acordar para a vida, que possamos de imediato nos ater a não perder um minuto sequer com negativismos e sobretudo o de ter a grata surpresa de termos o olhar amplo para nossa capacidade de superação em toda e quaisquer circunstancia.

Bravo!!

Minha vénia Querida Amiga por esse teu tão bonito coração.

Um enorme abraço meu em Ti, com votos de que tenhas um domingo fantástico.